Glórias do Corpo estréia sua versão indoor na Usina do Gasômetro

Experiência das ruas será levada para dentro do teatro. Foto: Lu Mena Barreto.

‘Glórias do Corpo’
a poética do movimento estréia na Usina
Série de intervenções que percorreu praças e parques de Porto Alegre ganha versão indoor e estréia na Usina do Gasômetro

Glórias do Corpo estréia no próximo sábado, dia 21 de agosto, na Sala 209 da Usina do Gasômetro, onde permanece em temporada até o dia 12 de setembro, sempre aos sábados e domingos, às19h. Alçada, agora, à condição de espetáculo de dança, a montagem processa as vivências coreográficas experimentadas pelos bailarinos-coreógrafos Eduardo Severino, Luciana Paludo e Luciano Tavares ao longo de oito intervenções de dança que tomaram de assalto a orla do Gasômetro e quatro parques de Porto Alegre, durantes os meses de junho e julho últimos, em Porto Alegre.
As impressões colhidas ao ar livre e sob o olhar curioso de expectadores ocasionais serviram de base para a coreografia assinada a três mãos, que chega enriquecida com o desenho de luz de Fabrício Simões, o cenário de Giba Rocha e elenco, com objeto de cena (banco de madeira) de Elias Chidia e painéis fotográficos de Lu Mena Barreto e Adriana Sanmartin, sob a supervisão coreográfica de Andréia Spolaor.A iniciativa tem o financiamento do Fundo Municipal de Apoio à Produção Artística e Cultural de Porto Alegre (Fumproarte) da Prefeitura de Porto Alegre.
O espetáculo
O trabalho coreográfico Glórias do Corpo se inspira no discurso sobre o corpo, vigente na sociedade contemporânea. A proposta, que agora se completa nesta exibição em sala fechada, partiu da observação de corpos em movimento para, a partir disso, re-colher percepções e sensibilidades.Aborda questões entre o movimento mecânico e o movimento expressivo que vira dança e questiona o que distingue um do outro.
Três coreógrafos/bailarinos em colaboração na criação da obra coreográfica: Luciano Tavares, Luciana Paludo e Eduardo Severino, que agregados com o olhar de Andrea Spolaor, somam experiências a compartilhar.
Três corpos que interagem, com o ambiente; espaço, tempo, movimento, forma, relação e energia. “A ação inicial foi ao ar livre, onde buscamos inspiração com o movimento dos transeuntes e ocupantes dos lugares destinados à prática de exercícios, em nossa sociedade”, comenta o bailarino e coreógrafo Eduardo Severino.
No contato com a natureza e o ambiente externo, a pergunta: o que este espaço faz despertar em nossos corpos? Em nossas relações? E, no foco inverso, o que faz despertar o olhar (dos transeuntes que se exercitam nas ilhas esportivas) para o nosso movimento? Qual a diferença entre essas movimentações? Quanto tempo é necessário despender, entre ações e atitudes, para tornar dança os movimentos?
“Em nossas primeiras experiências como ‘ocupantes das ilhas’, pudemos observar que deslocamos as funções iniciais dos objetos postos nessas ‘ilhas esportivas’ (recantos esportivos); passamos a prestar atenção em sua forma, volume e densidade”, relata Luciana Paludo.  “A função daquele aparelho ganha outro status, assim como o corpo na dança, em relação ao movimento. Num primeiro momento, as ‘ilhas esportivas’ nos serviram de cenário, de espaço cênico, de inspiração para criarmos estas relações – a partir de observações destas diferenças, entre o fazer mecânico e o fazer poético”, explica a bailarina.
Os criadores
O projeto alia a consistente trajetória da Eduardo Severino Cia. de Dança a uma montagem inédita, baseada em intensa pesquisa coreográfica e comportamental, que agregou a experiência e a criatividade de profissionais convidados. A partir da idéia central proposta pela Companhia, os bailarinos-coreógrafos trabalharam em processo de criação colaborativa, em que cada um se valeu de sua vivência e formação, não somente para interpretar, mas para conceber, criar.

Serviço:
O quê: Estréia de “Glórias do Corpo”, espetáculo de dança com Eduardo Severino, Luciana Paludo e Luciano Tavares. Supervisão de Andréia Spolaor
Quando: De 21 de agosto a 12 de setembro de 2010, aos sábados e domingos, às 19h.
Onde: Sala 209 da Usina do Gasômetro (Avenida Presidente João Goulart, 521), Centro Histórico de Porto Alegre-RS.
Quanto: Inteira: R$15,00 e meia: R$8,00(classe artística, estudantes e Melhor Idade)
Ficha Técnica:
Criação e interpretação: Luciano Tavares, Eduardo Severino e Luciana Paludo
Consultoria coreográfica: Andrea Spolaor
Pesquisa musical: Luciano Tavares
Música: colagem musical a partir dos ruídos, sons captados nas ilhas esportivas
Mixagem: Jorge Foques
Desenho de Luz: Fabrício Simões
Operação de Luz: Luciana Hoppe
Cenário: Giba Rocha e Elenco
Objeto de cena – madeira – Elias Chidia
Painel fotográfico de cena: Adriana Sanmartin e Lu Mena Barreto
Figurino: elenco
Design Gráfico: Adriana Sanmartin
Fotos: Lu Mena Barreto
Display em ferro: Marcelo Mello
Produção Executiva: Viviane Soares – Bis Cultura e Comunicação
Assessoria de Imprensa: Silvia Abreu
Realização: Eduardo Severino Cia de Dança
Financiamento: Fumproarte
Apoio: RBSTV, TVCOM, RADIO FM CULTURA 107,7, RECORD, CORREIO DO POVO, RÁDIO GUAIBA, MIMESE CIA. DE DANÇA COISA, HASHI ART CUISINE, USINA DAS ARTES, CAFÉSTÚDIO INTERNET DESIGN, ESTÚDIO VIÑETA, RINCÃO DA SAÚDE, COLETIVO DE DANÇA SALA 209, EGAS – ESCOLA DE GASTRONOMIA AIRES SCAVONE.
Contatos
Assessoria de Imprensa
Silvia Abreu Consultoria Integrada de Marketing – (51) 9277.2191 ou 8486.9779
Produção e agenciamento
Viviane Soares – (51) 3360-8177 e 9115-4626
Assessoria de Imprensa:
Silva Abreu (MTB 8679-4)- 10/08/10 – Fones: 51- 92772191
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s