Planetário

Solo de Eduardo Severino

Prêmio Braskem em cena 2010 como bailarino

Dias 9 e 10 de fevereiro, quarta e quinta, na sala 209, Usina do Gasômetro às 20h30min, com trilha original de Fernando do Ó

Uma obra de dança contemporânea que teve como inspiração para pesquisa

coreográfica a obra do escultor e ambientalista FRANS KRAJCBERG.

Foto: Lu Mena Barreto

Obra selecionada para o projeto Rumos Dança Itaú Cultural 2001, o Criador – Intérprete – Eduardo Severino teve como inspiração para pesquisa coreográfica a obra contemporânea do artista plástico e ambientalista Frans Krajcberg. As denúncias de Krajcberg sobre os retorcimentos nas árvores deixadas após as queimadas se transformaram em movimento. Investigar a plasticidade destas formas e a questão da devastação e da morte adequando-as a linguagem coreográfica serviram de inspiração e constituíram o processo de criação à montagem. Os posicionamentos de Krajcberg vão ao encontro das mesmas inquietações que o coreógrafo com relação às questões da devastação do homem contra a vida neste planeta. O coreógrafo estabeleceu algumas parcerias para a composição da obra, com o músico percussionista Fernando do Ó, que compôs trilha original para a obra e com a escultora Isane Schul, criadora do único elemento cênico, uma peça em cerâmica onde queima uma chama do início ao final do espetáculo. Os posicionamentos de Krajcberg vêm ao encontro do que o coreógrafo sente quando se depara com a violência do homem contra a vida neste planeta.

“NÓS SOMOS OS AGENTES PRIVILEGIADOS DA TRANSFORMAÇÃO. CABE AO SER HUMANO, POR ESTE MOTIVO, A RESPONSABILIDADE MAIOR PELA PRESERVAÇÃO DA VIDA EM NOSSO PLANETA SEMPRE FUI INTERNACIONALISTA E A NATUREZA ME TORNOU PLANETÁRIO” Frans Krajcberg.

Histórico: Planetário teve pré-estreia em novembro de 1999, em um espaço alternativo chamado Núcleo Cultural Tony Pethzold em Porto Alegre /RS, estreando em dezembro como convidado no Dança Alegre Alegrete no município de Alegrete/RS. No ano de 2000 fez temporada no município de Canela/RS no Teatro Casa de Pedra (projeto Arte Pela Paz), participou do Dia Internacional da Dança no Teatro do SESI em Porto Alegre /RS, cumpriu temporada no Centro Cultural São Paulo/SP (projeto Masculino na Dança). Ainda em 2000 participa como convidado para a abertura e lançamento do Congresso Nacional de Dança de Porto Alegre/2001 (XIX Festival de Dança da UNESCO) no Rio de Janeiro/RJ, foi selecionado pelo Rumos Dança – Itaú Cultural/SP como Criador Intérprete por Planetário e recebeu bolsa de estudos da Fundação Vitae e Governo dos Estados Unidos para participar como coreógrafo residente no American Dance Festival/2001 em Durham/EUA, apresentando a obra durante o evento. No ano de 2006/2007 ganha Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna para remontagem da obra, estreando em maio de 2007 no Projeto Usina das Artes em Porto Alegre.

Dias 9 e 10 de fevereiro, quarta e quinta, às 20h30min

Local – Sala 209

Ingresso – valor único – R$ 5,00

Espetáculo solo de Eduardo Severino, inspirado na obra de Frans Krajcberg, selecionado Rumos dança Itaú Cultural e Prêmio Klauss Vianna para remontagem.

Trilha original – Fernando do Ó.

Fotos –  Luciana Mena Barreto

 

Realização:

Projeto Usina das Artes e Eduardo Severino Cia. de Dança.

Apoio:

Usina do Gasômetro, Secretária Municipal de Cultura, Coletivo de Dança sala 209 e Rincão da Saúde.

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Planetário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s