Movimentos em Colaboração

A sexta edição do projeto Luciana Paludo convida será realizada no dia 15/10/2016. A bailarina Thaís Petzhold será a artista convidada.
O espetáculo “Estados sutis” é uma das ações do evento Movimentos em colaboração, numa realização conjunta com a Eduardo Severino Cia de dança.
Os artistas envolvidos nesta ação também realizarão uma roda de conversas “Modos possíveis de subsistência do artista contemporâneo”, a qual será realizada no encerramento do evento, no domingo, 16/10, logo após ao espetáculo Tempostepegoquedelicia.

Os espetáculos ocorrem sempre às 19h:30min e o ingresso será contribuição espontânea.

c__data_users_defapps_appdata_internetexplorer_temp_saved-images_13313826_10207829028496171_1237878136_o
Foto: Cláudio Etges

 Serviço:

Sábado, dia 15 de outubro, a sexta edição do Luciana Paludo Convida…com Thais Petzhold com o espetáculo “Espaços Sutis”

Domingo, dia 16 de outubro, TEMPOSTEPEGOQUEDELÍCIA  com Monica Dantas e Luciano Tavares.

Domingo após o espetáculo TEMPOSTEPEGOQUEDELÍCIA – conversa – Modos possíveis de subsistência do artista contemporâneo.

 Nos dois dias às 19:30h na Sala 209, Usina do gasômetro.

Com contribuição espontânea.

tempossss
Foto: Walter Fagundes
Serviço:
 
Sábado, dia 15 de outubro, a sexta edição do Luciana Paludo Convida…com Thais Petzhold com o espetáculo “Espaços Sutis”
Domingo, dia 16 de outubro, TEMPOSTEPEGOQUEDELÍCIA  com Monica Dantas e Luciano Tavares.
Domingo após o espetáculo TEMPOSTEPEGOQUEDELÍCIA – conversa – Modos possíveis de subsistência do artista contemporâneo.
 
 Nos dois dias às 19:30h na Sala 209, Usina do gasômetro.
 Com contribuição espontânea.
 


Luciana Paludo Convida…
Este projeto traz para a cena e busca colocar em jogo a pesquisa de movimento em dança da bailarina Luciana Paludo com um bailarino convidado, a cada edição. Ao longo do ano de 2016 estão previstas 8 apresentações na Sala 209.  O objetivo é que a cada encontro esteja em jogo diferentes linguagens autorais que, ao serem desafiadas na mesma cena, encontrem modos de se (re)significarem; justamente pelas influências que o trabalho em colaboração pode exercer na criação em dança.
O interessante desse sistema de trocas e trabalho é “contaminar o modo de mover”, pegar de surpresa os padrões de movimento que, facilmente, ficam “viciados” em mesmas configurações. O encontro com outros modos de mover deixa o corpo em alerta e, muitas vezes, um mesmo movimento encontra outro caminho, outro peso, outra velocidade; outras maneiras de se relacionar com o espaço.
Metodologia de trabalho: No mês do espetáculo os artistas defininem as maneiras de se encontrar para realizar a criação; isso faz com que seja possível emergir o que irá deteminar a forma do trabalho.
Para a edição 2016 deste projeto já estiveram em cena como Luciana Airton Rodrigues (Curitiba) na primeira edição, em março; Douglas Jung (POA) esteve na segunda edição; em maio, Diego Mac (POA), na terceira edição e Eduardo Severino (POA); Elke Siedler (Florianópolis) esteve na quinta edição, ocorrida em agosto. Agora, nesta sexta edição a bailarina Thais Petzhold. Em novembro, na sétima edição, Luciana Paludo convida Letícia Guimarães e Mimese cia de dança-coisa. Ainda está prevista – e já está em processo de composição – Carla Vendramin, para a oitava edição.
 
Concepçãocoreográfica e dança: Luciana Paludo e Thaís Petzhold Operação de luz: Kyrie Isnardi Apoio de produção: Adrielle Paulino, Ana Paula Reis e Eduardo Severino Captação de imagens em vídeo: Alessandra Kircher e Gabriela Sulczinski
Fotógrafo do projeto: Cláudio Etges


Tempostepegoquedelícia
 
Em seus quinze anos de existência a Companhia retorna com Tempostepegoquedelícia(2012). Trabalho que foi desenvolvido em colaboração com os artistas Mônica Dantas, Luciano Tavares, Élcio Rossini e Eduardo Severino.
 
Sinopse
 
Trabalho que se desenvolve a partir de questões de gênero e sexualidade, Tempostepegoquedelícia se propõe a borrar as encarnações do feminino e do masculino, misturando marcadores de gênero e levando à cena sexualidades provisórias. Vestes hieráticas, mulheres com falo, homens em tubinho e decote sexy, coletes de pele, cueca e calcinha vermelhas e corpos nus interrogam, com humor, a falocracia que marca as relações interpessoais na cultura brasileira, e que acaba encontrando reflexo na nossa arte.  O trabalho quer oferecer ao espectador a oportunidade de desfrutar da ambiguidade da carne, sem receio de ser pego em flagrante delito de voyeurismo.O trabalho teve uma pré-estreia em abril de 2012 na Sala 209 na Usina do Gasômetro em Porto Alegre e estreia no dia 21 de abril de 2012 em Santiago/Chile no Festival Internacional de Artes Cênicas e Transdiciplinaridade/Fidet.
 
Concepção e coreografia – Eduardo Severino
Direção Cênica – Elcio Rossini e Eduardo Severino
Criadores Intérpretes – Luciano Tavares e Mônica Dantas
Elementos Cênicos – Élcio Rossini
Pesquisa musical – Luciano Tavares
Mixagem – Jorge Foques
Fotografia – Laércio Sulczinski, Walter Fagundes
Arte gráfica – Licia Arosteguy
Vídeo registro – Luciana Paludo
Realização/produção – Eduardo Severino Cia de Dança/Lucida Desenvolvimento Cultural
 
Aconselhável para maiores de 16 anos
 
Apoios:
Hashi Art Cuisine, Rincão da Saúde, Usina das Artes, Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Secretaria Municipal de Cultura, Usina do Gasômetro, Gente Pendurada, Ânima Cia de dança, Lucida Desenvolvimento Cultural, TVE e FM Cultura, Sustain Produções, Estúdio Vinëta e Coletivo de Dança da Sala 209. 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s